Notícias


Este seminário aborda a forma como a sustentabilidade pode ser aplicada na construção e criar valor, sendo  apresentada as abordagens para o imobiliário sustentável e para o turismo (nomeadamente casos de empreendimentos turísticos e de destinos turísticos sustentáveis).

Programa do seminário "Do Imobiliário Sustentável aos Destinos Turísticos Sustentáveis", 4 de junho de 2015
17:30 - Abertura e enquadramento Prof.ª Fátima Farinha, Universidade do Algarve
17:40 -  Apresentação “Do Imobiliário Sustentável aos Destinos Turísticos Sustentáveis”, Prof.º Manuel Duarte Pinheiro (Técnico, Universidade Lisboa, Responsável do Sistema LiderA)
18:40-19:00- Questões e Respostas.
Local: Sala 6 Departamento Engenharia Civil da Universidade do Algarve, Campus da Penha.




Seminário aberto aos interessados e sem custos.

Mais informações podem ser obtidos por email: geral@lidera.info

O seminário destinos sustentáveis em Portugal. Uma oportunidade essencial

O IST / LiderA Lab em parceria com o Grupo Pestana, AHP - Associação da Hotelaria de Portugal e CTP - Confederação do Turismo Português, organizaram um  seminário aberto sobre Destinos sustentáveis em Portugal. Uma oportunidade essencial  no dia 27 de Fevereiro de 2015, das 14:30 às 17:30 no Auditório III do Pavilhão 3 da Bolsa de Turismo de Lisboa na FIL

Os destinos sustentáveis são uma oportunidade para desenvolver as atividades turísticas, ganhar mercado e contribuir para desenvolver a zona. O seminário apresenta o conceito, possibilidades de desenvolvimento em destinos sustentáveis, casos e potencialidades que podem ser referência para diferentes agentes turísticos (alojamento, restauração e bebidas, serviços), regiões de turismo e municípios.


Enquadramento:
O turismo sustentável, com bom desempenho ambiental (energia, e outras) permite contribuir para reduzir custos operacionais, bem como para o bom desempenho social e económico das atividades e zonas.
A criação de destinos sustentáveis é hoje uma forma inovadora de conjugar os vários agentes, gestores locais e serviços, ganhando mercado  e contribuindo para o desenvolvimento da zona.
Em Portugal existem vários casos de procura de sustentabilidade, desde hotéis, serviços e até restaurantes e zonas com boas práticas ambientais que estão a assumir a perspectiva de destinos sustentáveis.
Assim, o assumir de destinos sustentáveis pode ser uma etapa e uma oportunidade para desenvolver as atividades turísticas, ganhar mercado e contribuir para desenvolver a zona, sendo esse o tema do seminário.

Objectivo do seminário: Apresentar as várias possibilidades de desenvolvimento em destinos sustentáveis, casos e potencialidades que podem ser referência para diferentes agentes turísticos nomeadamente, para as zonas turísticas, unidades de alojamento, restauração e bebidas, serviços, regiões de turismo e municípios.

Programa
14:30-14:40 - Abertura: Dr.ª Cristina Siza Vieira (Presidente da Direção Executiva da AHP).
14:40-15:00 - Enquadramento: Sustentabilidade e Destinos Sustentáveis. Apresentação das abordagens de procura de sustentabilidade na criação de destinos sustentáveis. Prof. Manuel Duarte Pinheiro (LiderA/IST).
15:00-15:30 - Estratégias para o turismo  - potencialidades de sustentabilidade - a experiência concreta do território Alentejo Sudoeste. Drª. Isabel Benedito da ESDIME, Agência para o Desenvolvimento Local no Alentejo Sudoeste.
15:30-15:50 - A sustentabilidade no Grupo Pestana. Exemplo do Caso Pestana Troia Eco-Resort. Dr.ª Marta Castelão Costa (Grupo Pestana).
15:50 -16:10 - Pausa para Café
16:10-16:30 - Programa para gerir e desenvolver os destinos. Caso LiderA Destinations. Prof. Manuel Duarte Pinheiro (LiderA/IST).
16:30-17:20 - Debate: Papel dos vários agentes no desenvolver dos destinos sustentáveis, garantir clientes e desenvolver as regiões. Moderação: Dr.ª Isabel Feijão Ferreira (Turismo 2015, Chefe de Equipa Multi-Disciplinar -Turismo de Portugal).
17:20-17:30 - Encerramento –  Dr.º Nuno Bernardo (Membro da Comissão Executiva da CTP).

Mais informações na página do facebook


Projeto destinos turísticos sustentáveis (Lidera destinations)

O LiderA tem vindo a desenvolver no âmbito dos projetos integradores desde 2013 as especificações para avaliar e dinamizar os destinos turísticos sustentáveis, que começam agora a ter uma adesão muito interessante, quer por parte das entidades públicas, quer privadas.

Um destino turístico sustentável é uma zona em que existe uma procura de bom desempenho ambiental, social e económico, especialmente nos aspectos que são relevantes e suportam as atividades turísticas, atraindo turistas e desenvolvendo o município e a região.

O desenvolvimento de um destino turístico sustentável é um dos projetos integradores mais recentes do LiderA, sendo uma oportunidade estruturante para atrair turistas que valorizam a sustentabilidade (sendo um área com elevado crescimento), bem como um desafio para as entidades de turismo, para os municípios, para o sistema LiderA, para os alojamentos, restauração, operadores turísticos e outros que assumam ou pretendem vir a considerar a procura da sustentabilidade.

A adesão ao destino turístico sustentável tem vindo a ocorrer de forma muito interessante em Setúbal, Sintra, Lisboa e Castelo de Vide, havendo já várias agentes turísticos a participar. Entre as apresentações de divulgação pública destaca-se a do dia 5 de Novembro de 2014 em Setúbal, que se assinou o protocolo com o Município de Setúbal para a sua participação como destino sustentável.

Mais informações em http://www.lideradestinations.com/



Na próxima terça-feira dia 31 de Março de 2015 pelas 18:30 no salão nobre do ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão, vai haver uma sessão de apresentação sobre como criar valor pela sustentabilidade apresentando a perspectiva do Livro Imobiliário Sustentável da autoria de Manuel Duarte Pinheiro, Professor do IST, editado pela Vida Imobiliária.

A sessão é aberta aos interessados estando convidados para participar.




Este livro sobre imobiliário sustentável, publicado pela Vida Imobiliária, aborda uma temática da maior atualidade, nomeadamente a sustentabilidade na promoção e gestão imobiliária do edificado, desde a evolução da perspectiva até a exemplos da sua aplicação.




Mais informação no site do LiderA e atividades desenvolvidas nesta área ver em: link

Este livro encontra-se à venda nas seguintes lojas:

Na Vida Imobiliária na sua loja online

Nas lojas da fnac e na sua loja online

Na loja online da Wook





No âmbito do protocolo assinado entre a Câmara Municipal de Setúbal e o IST / LiderA foi apresentado no dia 5 de Novembro em Setúbal o protocolo efectuado e a abordagem proposta para desenvolver Setúbal como destino sustentável segundo o sistema LiderA.

O programa iniciou-se no Auditório Municipal (Cinema Charlot) às 9:30 com a recepção dos participantes, 10:00 Abertura da Sessão pela Srª Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Drª Maria das Dores Meiras, seguindo às 10:20 a apresentação da abordagem proposta para o destino sustentável segundo o LiderA e um debate, tendo terminando às 13:00.

Programa disponivel em pdf



Com esta acção e protocolo assinado iniciou o programa de gestão da procura de sustentabilidade do destino turístico em Setúbal, seguindo o LiderA. P

No dia 24 de Novembro foi realizado o workshops para os vários agentes, nomeadamente alojamentos, restauração e  outros serviços turisticos, com uma participação muito activa de vários agentes interessados.

Nesta fase está em desenvolvimento e aplicação do programa de procura da sustentabilidade. Mais detalhes estão disponíveis no site do projecto LiderA destinations para Setúbal:

Link para LiderA destinations Setubal



Projeto destinos turísticos sustentáveis (Lidera destinations)

O LiderA tem vindo a desenvolver no âmbito dos projetos integradores desde 2013 as especificações para avaliar, dinamizar e um programa de gestão para os destinos turísticos sustentáveis, que começam agora a ter uma adesão muito interessante, quer por parte das entidades públicas, quer privadas.

Um destino turístico sustentável é uma zona em que existe uma procura de bom desempenho ambiental, social e económico, especialmente nos aspectos que são relevantes e suportam as atividades turísticas, atraindo turistas e desenvolvendo o município e a região.

O desenvolvimento de um destino turístico sustentável é um dos projetos integradores mais recentes do LiderA, sendo uma oportunidade estruturante para atrair turistas que valorizam a sustentabilidade (sendo um área com elevado crescimento), bem como um desafio para as entidades de turismo, para os municípios, para o sistema LiderA, para os alojamentos, restauração, operadores turísticos e outros que assumam ou pretendem vir a considerar a procura da sustentabilidade.

A adesão ao destino turístico sustentável tem vindo a ocorrer de forma muito interessante em Setúbal, Sintra, Lisboa e Castelo de Vide, havendo já várias agentes turísticos a participar. Entre as apresentações de divulgação pública destaca-se a do dia 5 de Novembro de 2014 em Setúbal, que se assinou o protocolo com o Município de Setúbal para a sua participação como destino sustentável.

Mais informações em http://www.lideradestinations.com/

A tese de mestrado em Engenharia do Ambiente, com o título Sustainable and low cost real estate development Application of an EMS to Net 17, Alta de Lisboa – LiderA, defendida em 2013 no IST e elaborada por Carlota Dias sob a orientação dos Professor Manuel Duarte Pinheiro do DECivil recebeu o prémio ANDRE JORDAN Edição 2014 - Investigação em Economia do Imobiliário - na categoria Teses de Mestrado.

O principal objectivo desta dissertação foi mostrar que, apesar da crença geral de que ‘sustentabilidade’ representa um custo adicional à construção, e um elemento que se opõe ao bom desempenho da actividade de promoção imobiliária, é na verdade possível fazê-la parte integrante dum projecto se for precocemente aplicada nas primeiras fases do ciclo de promoção imobiliária.

Este objectivo foi subdividido em várias metas: desenvolver a hipótese de promoção imobiliária de baixo custo usando a Malha 17 na Alta de Lisboa como modelo, construindo o pior cenário correspondendo ao cenário base e à prática usual da construção em Portugal, estudar vários cenários de construção diferentes para melhorar o seu desempenho e, finalmente, filtrá-los sob o critério do investimento limite (fronteira ‘baixo custo’: WTP (Willingness To Pay) e o valor atualizado líquido, balançando a decisão com os potenciais benefícios e externalidades.  

A análise final mostrou 14 medidas que podem ser tomadas para melhorar o desempenho do edifício em 16% com um custo incremental reduzido. De entre os vários cenários construtivos estudados pode-se enumerar: “paredes trombe”, fachadas ventiladas, fachadas verdes, ETICS, telhados verdes, equipamento sanitário eficiente, reservatório da água das chuvas, leito vertical subsuperficial com macrófitas para o tratamento da água cinzenta, gestão de resíduos, aquecimento térmico para AQS, mini turbinas eólicas, painéis fotovoltaicos, iluminação eficiente e electrodomésticos, implementação de sistemas de gestão ambiental, melhoria do sistema de segurança e monitorização, maior transparência e gestão pro-activa.

O Prémio André Jordan traz para o debate os principais desafios do setor: investimento, sustentabilidade, tendências sociais, envelhecimento, reabilitação, financiamento, turismo. Fá-lo premiando os melhores trabalhos de investigação sobre imobiliário, designadamente Doutoramentos e Mestrados, pelas principais universidades portuguesas.


Curso LiderA para assessores apresenta nova norma LiderA (v3)

Realizou-se no Fundec em Lisboa nos dias 27 e 28 de Março o novo curso LiderA para acreditação dos assessores, com o título curso prático de construção sustentável. Este curso apresenta já a nova norma para sustentabilidade nos ambientes construídos LiderA (v3) 2020 em discussão e desenvolvimento.

O programa e condições podem ser consultado no link:
http://www.fundec.pt/pt-pt/content/curso-pratico-de-construcao-sustentavel-assessores-do-sistema-lidera

Para mais informações pode contactar o secretariado do FUNDEC:
Fernanda Correia / Vanessa Silva
Tel.: (+351) 218 418 042
Fax: (+351) 218 418 193
e-mail: fundec@civil.ist.utl.pt

Congresso LiderA 2013 - Acupunctura sustentável

Num momento em que é indispensável que as intervenções contribuam para dinamizar a dinâmica de desenvolvimento sustentável, o tema do congresso deste ano foi a acupunctura urbana sustentável, nomeadamente as intervenções que criam uma dinâmica na procura da sustentabilidade e contribuem para criar e assegurar valor. O congresso LiderA 2013 apresentou um conjunto de abordagens, casos e perspectivas inovadoras de procura da sustentabilidade.

Veja mais informação na página do Congresso
http://www.lidera.info/?p=MenuContPage&MenuId=29&ContId=81

Está em atualização a nova versão do LiderA

Na sequência da disponibilização da versão do LiderA de 2005 (v1) e da versão atualmente disponível de 2010 (v2) vai ser divulgada em Março a nova versão atualizada do LiderA (v3).

A nova versão vai no sentido: (1) melhorar a operacionalização da avaliação e seleção das soluções nas diferentes fases do ciclo de vida; (2) dar importância à qualidade do serviço e aspecto económicos; (3) dar visibilidade no mercado; (4) assegurar a compatibilização com as normas do CEN TC350 sobre sustentabilidade na construção no edifícios e produtos.

Caso tenham alguns aspectos que achem relevantes vir a ser considerados por favor façam chegar por email para geral@lidera.info.

A versão vai estar para consulta, contributos e aplicação em testes a partir de Março até ao final do ano, estando durante este período em disponível para aplicação em conjugação com a versão existente 2.0 (que termina em 2014 o seu periodo de vigência).

Prevê-se que a norma LiderA possa estar em aplicação até 2020.


Curso de introdução à norma passive house

A norma passive house é uma norma que suporta o desenvolvimento e certificação para edifícios com uma elevado nível de eficiência para as necessidades de aquecimento ou arrefecimento (15 kWh/m2.ano), sendo uma dos aspectos a considerar no desempenho passivo segundo o LiderA (Critério C9). A sua aplicação em Portugal já foi efectuada em dois edifícios em Ilhavo, que teve a certificação LiderA para o seu desempenho na sustentabilidade com a classe A+.
 
A Associação Passivhaus Portugal - PHPT, com o apoio do LiderA (IST), promoveu a realização, no dia 21 de Março de 2013, do Curso de Introdução à Norma Passive House, no Auditório do complexo interdisciplinar do IST em Lisboa.

Esta 1ª edição de um ciclo de eventos a realizar em vários locais do país, teve como objectivos: divulgar o conceito Passive House, identificar princípios e requisitos Passive House, identificar as particularidades da adaptação da norma a Portugal e divulgar a Associação Passivhaus Portugal - PHPT.

O programa e mais informação estão disponíveis no seguinte pdf:
http://www.lidera.info/resources/Flyer_introducao_norma_passive_house.pdf

Media Partner:


Evento divulgado:

Parceria com a ICP - International Consultancy Portugal

Esta parceria tem em vista gerar sinergias e alargar a colaboração na área da formação em sustentabilidade pelo LiderA e protocolo com a ICP nomeadamente nos PALOPs.

A ICP é uma empresa privada que presta serviços de formação profissional, coaching e consultoria nas áreas do Protocolo, Organização de Eventos, Comunicação, Media Training e Media Relations, Relações Públicas, Redes Sociais e Marketing Digital em Portugal, nos PALOP e Mercosul.

Os cursos que realiza intra ou inter empresas, são sempre muito práticos e orientados para a aquisição de conhecimentos, através do “saber fazer”, apoiando e promovendo a qualificação dos trabalhadores e dos empresários. Mais informação em: www.icportugal.com

Nos dia 18 e 19 de Junho de 2012 teve lugar no Complexo Interdisciplinar do  Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa, o quarto Congresso LiderA, no seguimento do Congresso LiderA 2009 sobre as oportunidades da construção sustentável, do Congresso LiderA 2010 subordinado ao tema criar valor com a  sustentabilidade e do Congresso LiderA 2011 sobre produtos e serviços sustentáveis.
O seu programa foi composto por oito sessões que indicam as linhas temáticas do evento, onde se encontram apresentações e debates sobre: (1) os desenvolvimentos efectuados pelo LiderA, no último ano; (2) a sustentabilidade como factor de desempenho no turismo, como factor de dinamização das comunidades sustentáveis e ecobairros; (3) o bom desempenho na procura da sustentabilidade; (4) a sustentabilidade nos países de Língua Portuguesa (PALOPS); (5) o ciclo urbano da água; (6) os desafios para a agricultura nos ecobairros; (7) o bom desempenho na procura da sustentabilidade do campo à cidade e da procura à certificação; e, por fim, (8) como contribuir para ligar oferta e procura da sustentabilidade nos ecobairros.

Conclusões e apresentações disponíveis em: http://lidera.info/?p=MenuContPage&MenuId=29&ContId=66


Reflectir sobre a regeneração urbana no dia mundial do ambiente


A regeneração urbana ocupa um papel fundamental no planeamento e na gestão urbanística e o sector da construção e da promoção imobiliária tem vindo a acompanhar essa tendência. Um dos desafios que se colocam atualmente à atividade deste sector é a promoção da construção sustentável a custos aceitáveis para o promotor e para os utentes. Outro aspeto fundamental é que a sustentabilidade se deve estender cada vez mais aos conjuntos edificados e consequentemente à qualificação do espaço público e à criação de condições para a mobilidade sustentável.

Nesse sentido é fundamental considerar quatro níveis de abordagem deste tema: em primeiro lugar a necessidade e possibilidades do mercado; em segundo lugar a definição de soluções para o bom desempenho a avaliação do desempenho, nomeadamente em termos de Ciclo de Vida; em terceiro lugar a importância do ‘payback’ e da definição dos custos inerentes ao estabelecimento de soluções otimizadas; e finalmente a importância de considerar o envolvimento das comunidades, nomeadamente dos vários agentes incluindo os proprietários.

O seminário
Neste contexto o seminário abordou: as orientações existentes na regeneração (abertura), os desafios da sustentabilidade e regeneração (sessão 1), a regeneração urbana sustentável - dos paradigmas à promoção e projeto (sessão 2) e os casos de reabilitação urbana na região Centro (sessão 3), terminando com o debate.

Local:  Universidade de Coimbra, DEC, Auditório Laginha Serafim - DEC

Consulte o folheto:

http://www.lidera.info/resources/folhetoCoimbra_final1.pdf

O seminário foi gratuito para assessores do LiderA, Alunos e Docentes do Instituto Superior Técnico e da Universidade de Coimbra mas obrigou a inscrição.

A organização

Prof. Anabela Ribeiro (DEC / Universidade de Coimbra) e Prof. Manuel Duarte Pinheiro (DECivil/IST e Responsável do Sistema LiderA).

Apoio

DEC / Universidade de Coimbra

Sanitana


Curso (flash de 1 dia) sobre Reabilitação Sustentável Low Cost pelo LiderA
Coordenação: Prof. Manuel Duarte Pinheiro (IST)
Data: 22 de Maio de 2012
Horário: 09h00 - 18h00
Custo: 150 Euros + IVA
Local: IST, Fundec, Lisboa
Folheto disponível: Ver
http://www.lidera.info/resources/Reabilitacao_22 maio_2012.pdf

Mais informações sobre os cursos pode ser obtidas no FUNDEC / IST: Tel:21 841 80 42;  Fax: 21 841 81 93 ou email: fundec@civil.ist.utl.pt ou para o email: geral@lidera.info ou Tel: 21 465 84 50.


Principais actividades previstas em Junho:

5 de Junho em Coimbra seminário sobre regeneração urbana sustentável - Desafios e oportunidades para a Região Centro

Seminário organizado em parceria entre LiderA / IST e a Universidade de Coimbra.
Universidade de Coimbra, DEC, Auditório Laginha Serafim - DEC

A regeneração urbana ocupa um papel fundamental no planeamento e na gestão urbanística e o sector da construção e da promoção imobiliária tem vindo a acompanhar essa tendência. Um dos desafios que se colocam atualmente à atividade deste sector é a promoção da construção sustentável a custos aceitáveis para o promotor e para os utentes. Outro aspeto fundamental é que a sustentabilidade se deve estender cada vez mais aos conjuntos edificados e consequentemente à qualificação do espaço público e à criação de condições para a mobilidade sustentável.

Nesse sentido é fundamental considerar quatro níveis de abordagem deste tema: em primeiro lugar a necessidade e possibilidades do mercado; em segundo lugar a definição de soluções para o bom desempenho a avaliação do desempenho, nomeadamente em termos de Ciclo de Vida; em terceiro lugar a importância do ‘payback’ e da definição dos custos inerentes ao estabelecimento de soluções otimizadas; e finalmente a importância de considerar o envolvimento das comunidades, nomeadamente dos vários agentes incluindo os proprietários.

Neste contexto o seminário vai abordar: as orientações existentes na regeneração (abertura), os desafios da sustentabilidade e regeneração (sessão 1), a regeneração urbana sustentável - dos paradigmas à promoção e projeto (sessão 2) e os casos de reabilitação urbana na região Centro (sessão 3), terminando com o debate.

Consulte o folheto e inscreva-se.
http://www.uc.pt/fctuc/dec/destaques_viewer/++newsitems++245685985-seminarioregeneracaourbanasustentavel5junho2012

Qualquer dúvida ou questão, contate-nos através do e-mail geral@lidera.info ou para seminarioDEC.IST2012@gmail.com.


Congresso LiderA 2012 em 18 e 19 de Junho em Lisboa (Centro do Complexo Interdisciplinar do IST, Lisboa)

O LiderA organiza no próximo mês de Junho no dia 18 e 19 de Junho o Congresso LiderA 2012 subordinado ao tema ecobairros e comunidades sustentáveis, onde serão efetuadas apresentações, abordagens e soluções inovadoras para ajudar as zonas urbanas a evoluir sustentavelmente.

Programa a ser divulgado em breve.



Realizou-se o Congresso LiderA 2011 nos dias 25 e 26 de Maio em Lisboa no Centro de Congressos do IST.

O Congresso LiderA 2011 contou com apresentações de mais de 40 especialistas e 230 conferencistas, tendo-se centrado nos serviços sustentáveis, tendo como linhas temáticas: (1) os desenvolvimentos efectuados pelo LiderA no último ano, (2) casos de edifícios e regeneração urbana sustentável, (3) materiais e produtos sustentáveis, bem como (4) outros serviços nos ambientes construídos que contribuem para eficiência ambiental e sustentabilidade.

Conclusões e apresentações disponiveis em: http://www.lidera.info/?p=MenuContPage&MenuId=18&ContId=55


 

O programa do congresso LiderA 2010 abrangeu os seguintes temas para cada um dos dias: (I) Abordagem sustentável do LiderA e como os casos certificados pelo LiderA criam valor; (II) promoção e produtos que procuram a sustentabilidade e (III) Novos desafios: "Quase zero de energia" como chegar e criar valor?

Mais informação na página do congresso:
http://www.lidera.info/index.aspx?p=MenuContPage&MenuId=15&ContId=33

No dia 12 de Novembro a Câmara Municipal de Lisboa aprovou a redução do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em 25 % para edifícios que disponham da certificação energética de classe A. Tendo sido aprovado por unanimidade a proposta adicional, de redução de 50% no IMI em imóveis com certificação energética do tipo A+ou no âmbito do sistema LiderA.
 O sistema foi já também adoptado como referência da procura de sustentabilidade pelo Município de Santarém e Torres Vedras. Nesses municípios a certificação pelo LiderA permite a redução em 25 % das taxas de operações urbanísticas dos empreendimentos certificados.

Estão disponíveis as apresentações efectuadas no Congresso do Sistema LiderA 09 subordinado ao tema "Oportunidades para a construção sustentável" realizado dias 27 e 28 de Maio de 2009 no IST abrangendo quer as estratégias, quer as soluções. A documentação pode ser acedido em:  http://www.lidera.info/index.aspx?p=MenuContPage&MenuId=18&ContId=32